< Blog dos Séniores do Futsal do Boavista FC: Junho 2007

sábado, 30 de junho de 2007

TORNEIO INTERNACIONAL DO PORTO

O Boavista FC vai, uma vez mais, estar presente no Torneio internacional do Porto a realizar nos dias 25 e 26 de Agosto, com organização do site Futsal.com.pt.
A seu tempo, informaremos quais os outros participantes e local da competição!

O JOGO DAS (VERDADEIRAS) ESTRELAS
















REPARE-SE NA DUREZA DOS "TREINAS" NA PRIMEIRA FOTO... BOLA LONGE E PÉ EM RISTE!!!
NA SEGUNDA FOTO OS RESISTENTES... COM O ENG. MARQUES A TER TEMPO DE TOMAR BANHO E CHEGAR A TEMPO DE TIRAR A FOTO E DIZEM QUE NÃO HAVIA VELOCIDADE.
REPARE-SE QUE A MULTIDÃO NÃO ARREDOU PÉ DA BANCADA!

Para terminar a época em beleza, nada mais que a realização de um jogo que foi uma autêntica parada ( alguns, mesmo parados) de estrelas, composto pelos treinadores/dirigentes do futsal do Boavista.
Vamos tentar levantar um pouco da magia que ontem se viu no Pavilhão do Viso.

Local:
Pavilhão do Viso, praticamente cheio... de lugares vazios!
Situação:
Alguém teve a infeliz ideia de dividir as equipas por dirigentes de um lado e "treinadores" do outro, e isso marcou (de que maneira) o jogo.

Os treinadores mais musculados impuseram um ritmo infernal tentando destruir aquilo a quem chamaram de velhos...
O público numeroso (dois) viu que os "Treinas" vinham para esmagar... começaram por esmagar um dedo ao GRedes??? Valdemar e logo com dois minutos de jogo, se gritava pelo massagista (que era o lesionado) entretanto... o Valdemar já tinha mostrado o seu real valor na baliza, ao sofrer (somente) 3 golos em dois minutos, defendia tudo o que via... mas tinha-se esquecido dos óculos!
O jogo continuou improprio para cardíacos (principalmente depois das longas corridas) o que levou metade do publico a abandonar (por não conseguir aguentar a emoção).
Mas como sempre acontece os "treinas" foram perdendo gás e o show (de quem percebe mesmo de futsal) foi aumentando, jogadas de grande recorte... bolas ao poste, falhanços incríveis e e até (imaginem) golos!
Com algumas desistências (falta de pilhas) o encontro entrou na fase crucial e os homens dos papeis (dirigentes) fizeram duas mudanças no sistemas que se mostrou fundamental para o jogo.
Primeiro numa paragem, roubaram o Berto para a sua equipa e depois, o seu treinador, que ninguém viu, aplicou uma autentica táctica ofensiva...

Fazendo adiantar 4 os guarda-redes, jogando num sistema audaz de 8 para 4 que provocou o empate no jogo.... e aí uns 20 a 10!
Nota: Rui Pereira e Alberto Melo, devem ter corado de vergonha pela ausadia apresentado pelo treinador dos "Dirige"

Passou-se ao prolongamento e no momento exacto do jogo, o "big Boss" recebeu junto ao terceiro poste (não há engano!!! foi mesmo junto ao terceiro poste, pois entretanto o Valdemar tinha passado para o ataque e colocando-se à beira da baliza adversário, formava um terceiro poste) e como dizíamos o "boss" não perdoou, marcando...
O pavilhão não veio abaixo por pouco, mas a outra metade do publico desaparecia (talvez fulminado por tanta emoção!
Os "treinas" iam recomeçar o jogo, quando perceberam que de leis nada percebem (sabem fintar, correr e marcar) mas não sabiam que o prolongamento foi disputado com o GOLO DE OIRO!

A Vitória assentou como uma luva, aos melhores!
Disciplinarmente as coisas estiveram más, pois as árbitras tiveram que exibir o CARTÃO VERMELHO A TODOS, quando já passava das 23,30 e ninguém queria sair do restaurante...e o Teixiera não deixava de pedir pão!
Nota: Agradecemos a paciência das árbitras da Casa do Ténis e do funcionário do Viso que arranjou gelo para o Valdemar diminuir as dores da terrível agressão sofrida e assim ter estado muito tempo sentado no banco, permitindo a nossa recuperação!
Melhor Jogador em campo!
Valdemar! Conseguiu marcar 4 golos (todos na sua baliza, mas isso são pormenores... sem valor) e conseguiu não tocar na bola, quando esta foi ter o Big Boss... para matar o jogo.

quarta-feira, 27 de junho de 2007

BOAVISTA NA GALA DO FUTSALPORTUGAL




O Boavista foi representado, na gala do site do Futsalportugal que se realizou em Almeirim, pelos atletas Alex e João Teixeira, que se realizou ontem dia 26.

Lamentavelmente, este ano, as galas dos dois sites especializados em futsal do país, realizaram-se no mesmo dia o que impossibilitou a presença de uma representação do Clube em ambas.

Esperemos que no próximo ano, a calendarização oficial permita a nossa representação nos dois eventos. Se tal não acontecer, teremos que aplicar a lei da rotatividade, já que consideramos importante a existência dos dois sites e temos a consciência da sua necessidade.
Alimentamos esperanças que tal não seja necessário, e que, se estude previamente o calendário, para ser encontrada um solução para esta anormalidade.

terça-feira, 26 de junho de 2007

Reforço #4 - Edivaldo ( Ex - Alpendurada )

EDIVALDO COSTA

Edivaldo um dos mais fortes e concretizadores pivôs do futsal nacional assinou hoje pelo Boavista, regressando às cores da Pantera após passagem pelo Alpendurada, enriquecendo as soluções ofensivas da equipa.
Edivaldo tem 28 anos, é brasileiro, e aposta neste regresso pois acredita neste projecto, acredita nas pessoas e na instituição onde foi e quer voltar a ser muito feliz!
Ao Edivaldo desejamos tudo de bom na próxima época e...
Que seja muito feliz!

sábado, 23 de junho de 2007

ENTREVISTA DA SEMANA - ALEX


ALEX ( o grande capitão)
o homem que torna as balizas pequenas


O valor de Alex guardião do Boavista é reconhecido por todos os amantes da modalidade, mas este Pantera de Honra, tem muitos mais atributos que aqueles que são conhecidos e foi fundamental, para o equilíbrio do Futsal do Boavista.

Lutou, incentivou colegas, enganou todo o mundo quando escondendo a sua revolta, empurrou tudo e todos rumo ao… futuro.

Mesmo durante esta nossa conversa, teve que parar (várias vezes) para controlar as emoções, para se recompor, sem vergonha de assumir que também chora… Alex é um homem enorme, com um coração de menino.

Vamos tentar (não nos sentimos capazes de o conseguir na sua plenitude) levar até vós um pouco do Grande Alex.

INICIAMOS COM UM BALANÇO


BoavistaFutsal – Começamos com uma frase muito batida “ FOI UMA ÉPOCA TERRÍVEL” . Consideras isso verdade, ou nem por isso?
Alex – Há que separar as coisas, em termos de apoio, subsídios e instabilidade foi terrível. Desportivamente foi excelente! Porque, mediante o que se passou e com todos os problemas que apareceram durante a época, conseguimos formar uma equipa muito jovem, mas igualmente muito competitiva que acabou a dois pontos do sexto lugar e do Play-off, tendo posteriormente vencido o Play-out.

BF – Foste o pilar do balneário que sempre demonstrou força, mas alguma vez tiveste dúvidas, alguma vez vacilaste?
- Muitas vezes fiquei indeciso, porque as mensagens que tentava passar aos meus colegas e amigos, nem mesmo eu acreditava nelas. Mas de uma coisa sempre tive a certeza, pensando em mim e nos miúdos, sentia que todos tínhamos demasiado valor para acabar a época a meio. Tudo fizemos, com muito sofrimento, alguma dor e revolta… mas o clube tudo o mereceu, mais que algumas pessoas que nada merecem.
Às vezes não foi fácil, mas sempre fui justo!


BF – És um pantera de honra! Nos momentos difíceis foi essa pantera que te levou a continuar?
- A Pantera é um prémio pessoal que muito me honra ter conseguido, ela simboliza a grandeza do Boavista e me deixa com vontade de seguir em frente. Mas considero que foi a minha personalidade como homem, como desportista que fez, que assumisse todas as atitudes que tomei.

BF- Como consideras o contributo da equipa no campeonato?
- Acho que a equipa se portou à altura de uma equipa que luta por um dos oito primeiros lugares. Tivemos jogos muito bons, outros menos bons e outros com alguma falta de sorte, mas fomos sempre rigorosos, honestos connosco, com o Boavista e com os adversários.

BF- qual foi o melhor jogo do Boavista?
- Foi no Olivais na segunda volta, chegamos a ser espectaculares!
BF – E o pior?
- Em Odivelas, na segunda volta, foi mau!

PASSEMOS AO PLANO PESSOAL


BF – sendo um dos melhores guarda-redes do país, nunca tiveste a oportunidade de jogar num clube com maiores ambições?
- Já tive oportunidades, mas devido à minha situação profissional, não foi possível aceitar esses convites. Como é óbvio, gostaria de desenvolver ainda mais as minhas potencialidades mas primeiro e acima de tudo, está a estabilidade da minha família.

BF – Estiveste na Selecção nacional na digressão a Macau, não foste mais convocado. Sentes-te um jogador da selecção?
- Completamente! Eu sei separar as coisas e estou a cem por cento com a selecção nacional. Já disse e repito, existem muitos bons guarda-redes em Portugal e com muito valor, por isso é difícil a escolha do seleccionador, que respeitarei sempre, mas - mentiria se não dissesse estou sempre na expectativa de uma chamada.

BF – Consideras ter possibilidade de estar presente no próximo europeu?
- Considero que tenho muitas possibilidades! Tenho que trabalhar para ganhar a confiança do mister, acho que só há um lugar em disputa, visto que dois lugares estão ocupados pelos indiscutíveis e melhores guarda redes portugueses (João Benedito e Bébé), tentarei candidatar-me com muito trabalho ao terceiro lugar em aberto. Se não conseguir a confiança e a preferência do seleccionador, vou estar do mesmo modo, a cem por cento com a Selecção, apoiando por fora, rumo à conquista do europeu.

BF – Sabendo a amizade que te liga a todos teus amigos e tendo saído somente dois deles, mas que foram os que mais estavam perto de ti. Que sentiste?
- Já chorei o que tinha que chorar!
(ndr) - A voz emudeceu de emoção…parou… controlou a emoção e a custo continuou!
- Para além de dois grandes jogadores, são dois grandes amigos. Neste momento desejo-lhe toda a sorte do mundo e espero que o Boavista consiga esta época condições para os poder contratar de novo, porque estes amigos fizeram pelo clube o que muitos desta casa não fazem.

BF – No final da época conseguiram os objectivos do clube. Como te sentiste?
- Aliviado e injustiçado! Aliviado, porque era uma guerra muito grande e conseguimos sair vencedores. Injustiçado, porque depois de todo este tempo de trabalho, merecia todas as condições para andar feliz sem passar por tudo o que fui obrigado a passar.

BF – A época passada, foste considerado o atleta amador do ano, recebendo a tua querida Pantera, mas considero que este ano o teu trabalho em defesa do clube, foi ainda maior. Pagaste com juros esse prémio, ou foi “ Ela” que te obrigou?
- Acho que toda a dedicação que dei em prol deste clube, não foi forçada. Poderá em certas alturas os prémios individuais e as boas palavras das pessoas - que gostam de mim - compensar-me por tudo o que faço e até incentivar nos momentos mais duros, mas a verdade é que nunca desisto.

BF – Um desafio ao capitão, em poucas palavras como classificas os teus meninos?
BUFFON- Maluco! Divertido… (ndr - a voz ficou enrolada…um esforço… e concluiu) grande amigo!
SALGADO – Grande futuro!
JOÃO TEIXEIRA – Rei leão! Mimado, excelente.
RAMADA –Zizú, artista se trabalhar… Vai lá!
ROGÉRIO – Inseguro, mas com grande valor
ANDRÉ – Diferente, imprevisível!
KUKES – Preto, Força, engraçado!
LIBÓRIO – Amigo e guerreiro
LIPA - (nrd - silêncio do tamanho do mundo) Fenomenal, pequeno… o meu menino!!! (ndr a emoção atacou forte e confessamos que não o tocou só a ele).
FÁBIO – Promessa, tranquilidade
PLÍNIO - Maluco, pode ir longe... se quiser!
MIGUEL – Com valor e muito futuro
BRUNO - Pouco juízo! Com valor
JOÃO PEDRO - Com futuro.
E
ALEX? Capitão, responsável e amigo que colocou os interesses do grupo à frente dos seus.
BERTO – Amigo e líder.
TIAGO – Amigo e a nossa vítima.
MÁRIO – Amigo e responsável e como futuro.
TEIXEIRA – Dedicado.
PAIVA – O desaparecido.
MINISTRO – O velhinho rezingão, mau amigo, meu anjo da guarda!
MORAIS – Amigo, o testa de ferro.
BATISTA - Dedicção ao clube.
EDUARDO - O homem dos contactos
PINA – ............

NDR – foi Alex que obrigou a incluir o staff nesta lista, pois a nossa intenção era apenas de falar somente dos jogadores.

FUTURO

BF – Nova época, novo projecto, acreditas nas mudanças prometidas?
- Completamente! Se não acreditasse não estaria aqui neste momento, tenho a ideia que as pessoas que estão neste momento à frente da secção merecem toda a nossa confiança.

BF – E no futsal do Boavista?
- Acredito que o Boavista já tem o seu espaço na modalidade, tem muitos jovens com muito valor que podem ser uma mais valia no espectáculo e para o campeonato.
Espero que o clube nos apoie, para podermos desempenhar as nossas funções desportivas ao mais alto nível, como sinto, temos feito até aqui.


BF – O que pensas da modalidade em Portugal?
- Penso que a modalidade está com um grande mediatismo para toda a gente, sinto que os jovens aderiram em peso ao espectáculo que é o futebol dentro de um pavilhão. Mas não nos podemos iludir existem coisas que têm que melhorar.

BF – Se tivesses um convite para enveredar pelo profissionalismo, aceitavas ou achas que ainda não estão criadas condições para o profissionalismo?
- Pessoalmente neste momento não! Por razões já atrás descritas. Mas creio que há condições em alguns (poucos) clubes que podem dar essa possibilidade aos jovens. Gostaria que o nosso campeonato fosse profissionalizado.

BF – A FPF obriga que na época de 2008/09 todos os clubes inscrevam no jogo um mínimo de cinco elementos localmente formados. Qual a tua opinião?
- Concordo, porque acho que temos muitos valores no nosso país e muitas vezes só precisam de uma oportunidade e isso tem-se provado, por outro lado obrigará os clubes a apostar na formação.

BF – A forma de disputa do campeonato, concordas?
- Senti na pele o que é fazer um campeonato excelente apontando para o Play-off e por mero azar ficar a dois pontos do sexto lugar e ter que disputar o Play-out ao alcançar o nono lugar, mas sem regalias sobre uma equipa que ficou a dez pontos e que fez três jogos em casa, enquanto nós tivemos dois.
Imaginem que com alguma lesão ou castigos nessa fase, o Boavista descia de divisão, considero uma injustiça.

BF – Que alterações propunhas?
- Não me cabe a mim apresentar propostas, isso compete aos dirigentes de clubes e conjuntamente com a federação debater e decidir sobre esse assunto.

BF – Alguma mensagem pessoal, para terminar?
- Quero agradecer, em primeiro lugar a todos os amigos e Boavisteiros que sempre me deram carinho neste clube.
Em segundo lugar, a todo o plantel deste ano que tiveram um postura de grandes homens e que fizeram que a próxima época seja possível, com o Boavista na primeira divisão.
Um “beijo” ao Buffon e ao Lipa! Um obrigado ao meu Velhinho e por fim um muito obrigado, ao Eng. Marques que nos momentos difíceis esteve sempre ao nosso lado e que fez que acreditássemos no futuro.
Um destaque para um homem forte do Boavista, o senhor Inspector Tavares Rijo que igualmente tem marcado presença, o que para nós é muito importante.
Por último, aos meus 14 meninos que durante o ano me apoiaram imenso tanto dentro do campo, como no balneário.

Alex – Um homem enorme, um vozeirão tamanho e… um coração de menino!
A prova que com um coração de menino, se pode ser um LÍDER!

quinta-feira, 21 de junho de 2007

EQUIPA TÉCNICA COMPLETA

MÁRIO VIEIRA

Com a contratação do quarto elemento a equipa técnica do Boavista fica completa para a próxima época.

A Direcção chegou a acordo com Mário Vieira, que já pertencia na época que agora termina, aos quadro técnicos do Boavista.

Mário Vieira, é formado como preparador físico e desportivo, pela CEFAD e fará parte da equipa liderada por Rui Pereira na condição de adjunto.



quarta-feira, 20 de junho de 2007

A ENTREVISTA DA SEMANA


ALBERTO MELO

Alberto Melo, responsável pela equipa técnica durante parte da época, foi o homem que carregou sobre os ombros a responsabilidade de conduzir o Boavista durante esta difícil época desportiva.

Homem da casa, Boavisteiro de sete costados, isso já todos o sabem, mas hoje propomos-lhes conhecer mais em pormenor o Nosso Berto!

Boavistafutsal - Comecemos por fazer um balanço da época. Como a classificas?
A.M- Considero-a muito positiva, acho que foi excelente em termos de resultados.

BF- Iniciaste a época na formação e a meio foste chamado a tomar conta da equipa sénior, numa situação difícil. Foi para ti um choque essa realidade?
Sim posso considerar sempre como um choque esta mudança, até porque é originada pela saída de alguém que muito considero, mas foi um risco calculado. Conhecia o plantel que me dava garantias e esperança em alcançar um resultado positivo.

BF – Foi um trabalho duríssimo, alguns considerado “um heróico”. Consideras-te um herói?
Nem por sombras! Heróis foram os jogadores que foram o centro de tudo. Trabalharam e nunca se renderam ás vicissitudes que a época nos apresentou. Nenhum clube no país teve uma equipa que se aproximasse da nossa em termos de aplicação e entrega. Todos os meus jogadores foram extraordinários. Eles sim, foram uns autênticos heróis.
Poderá no futuro o Boavista vir a ser campeão nacional de futsal, que nem mesmo aí se conseguirá apagar a memória desta equipa. Sem eles, talvez não existisse futuro para a modalidade no clube. Eles asseguraram o presente e garantiram o futuro.


BF – Sentes que o teu trabalho foi reconhecimento, interna e externamente?
Internamente considero que sim, sinto que as pessoas reconhecem que foi um trabalho positivo. Externamente também, embora tenha registado que houve um ou outro comentador e um outro comentário que não nos quiseram dar o valor que temos.

BF – Como é normal em qualquer equipa, o Boavista teve uma quebra a meio da época. Nessa fase, tiveste medo?
Depois dos primeiros jogos em que conseguimos 7/8/9 pontos, houve uma grande quebra devido ao deslumbramento dos jogadores, que talvez pela sua juventude pensaram que estava tudo feito. Por outro lado as outras equipas começaram a ver o Boavista de outra forma.

BF – Do plantel que recebeste saíram três jogadores ( Camarão, Guga e Cardinal) que fariam parte de qualquer cinco nacional. Mesmo assim, o Boavista ficou a escassos 2 pontos do sexto lugar, como explicas essa performance?
Quando iniciamos a época, apontávamos para o quinto lugar. Perdemos quatro jogadores - pois antes já tinha abandonado a modalidade o Ricardo Pereira que todo mundo reconhece como um jogador de eleição – por este motivo tivemos que reorganizar o plantel que embora eu reconhecia o seu valor. Ficamos com o deficit de um outro jogador que nos fazia falta, mas fomo-nos adaptando e os atletas acabaram por ser excelentes e fantásticos levando a bom porto esta nau.
BF – Estes atletas foram reforçar concorrentes directos na nossa luta… Com a sua continuação onde que poderias ter chegado?
Sinceramente não considero que haja jogos ganhos antecipadamente, mas com eles no plantel teria mais garantias e mais soluções, julgo que conseguiríamos atingir o quinto posto, isto com todo o respeito que tenho pelos jogadores que ficaram até ao fim.

BF – Qual o jogo que consideras ter sido o mais negativo?
- O jogo em que pior jogamos foi em Odivelas! Mesmo assim, mereciamos empatar e nunca perder, foi igualmente uma tarde muito negativa para equipa de arbitragem.

BF – E o melhor?
- O jogo com o Olivais na segunda volta! Mesmo empatando foi o jogo em que o Boavista melhor se exibiu e chegou a ser brilhante. Curiosamente foi esse jogo que nos lançou no Play-out! Ironias…

BF– Que sentias a comandar a equipa mais jovem do campeonato, sem qualquer estrangeiro e com 70% de jogadores da formação do Boavista?
- Uma alegria muito grande, por ver todos os miúdos que saíram da nossa formação dar uma resposta tão boa e conseguir lutar de igual para igual, com todos os jogadores de maior nomeada.

Falemos do futuro!

BF – Depois de uma época extremamente positiva, como explicas o “voltar a trás” da tua parte, regressando aos jovens e não continuando nos seniores? Somente motivos particulares, ou algo mais?
- Não há nada! Não é um voltar a trás. Foi uma decisão reflectida durante muito tempo, mas a minha situação profissional não me permite estar nos treinos o tempo suficiente e que considero fundamental. Por isso e por respeito a todas as pessoas que comigo trabalharam, por respeito ao Boavista, aos jogadores e a mim próprio, sentindo que nunca podia estar a cem por cento com a equipa, assumi esta posição.

BF – Consideras-te com valor para ser treinador de primeira divisão?
- Sem dúvida nenhuma! Os resultados conseguidos na época comprovam o meu valor como técnico.

BF – Para além do regresso á formação, irás desempenhar o cargo de adjunto nos seniores. Não vais ver as coisas com outros olhos e de outra forma?

- Não! Da minha parte serei a mesma pessoa de sempre. A minha posição de colaboração e fidelidade será igual a quando era treinador principal. A subida a treinador não me subiu à cabeça.

BF – A perda de dois elementos da equipa(saída do plantel) deixou-te triste. Ficaste desiludido pela sua saída?
- Não fiquei desiludido com nenhum deles, antes pelo contrário! Une-me – não só a eles mas a todo o grupo - um grande carinho, uma grande amizade e um grande reconhecimento por tudo que deram enquanto jogadores do Boavista.

BF – No meio de uma época difícil o barco abanou algumas vezes, mas nunca perdeste o rumo, como conseguiste superar todas as dificuldades?
- Com a ajuda de todos, mas em especial com a colaboração dos jogadores. Esse grupo foi comandado por um grande homem!, que se chama Alex , para além defender as nossas balizas defendeu o grupo e também o clube. Defendeu o balneário. Acalmou o grupo nos momentos difíceis, incentivou nos momentos de desânimo e serviu sempre de intermediário entre a direcção e o plantel.
Não foi só um grande capitão! Foi um grande amigo, um grande líder, foi e é um grande Homem! Sem ele não seria possível, ninguém consegue interpretar tal trabalho sem o conhecer pessoalmente. Fico-lhe eternamente agradecido.


BF – O futsal do Boavista promete um ano de recuperação e de aproximação ao que foi no passado. Como homem da casa acreditas nesse projecto, ou temes pelo futuro?
-As pessoas que estão á frente da secção nomeadamente o Morais, o Pina e os outros directores, são pessoas que merecem grande confiança. A partir daí penso que o futsal do Boavista vai recuperar todo o seu prestígio e qualidade.
Desde o meio desta época, temos sentido uma aproximação física da Direcção do Boavista ao futsal, nas pessoas dos senhores Presidente-adjunto Tavares Rijo e Vice-presidente Eng. António Marques. Este facto, tem-nos transmitido a confiança que precisávamos e faz-nos acreditar no futuro. Registo os factos de o Presidente-adjunto nos ter dado a honra de se deslocar ao nosso balneário e o facto de o Eng. Marques, quase não passar um dia sem estar no futsal. Isto é demonstrativo das alterações que actualmente existem que nos fazem sentir que também pertencemos ao Boavista e contamos para o clube.
Claro que no centro de toda esta máquina está um homem dedicado que entrega todo o seu tempo livre que coordena tudo que bem e de mal acontece. Falo como é óbvio do António Morais que, como diz… vai resolvendo os stresses.

BF - O teu objectivo era atingir o Play-off, não conseguindo, a vitória no Play-out deu-te alguma satisfação pessoal?
- Essa vitória não compensa tudo feito até aí, no entanto quero registar que nós nunca dissemos que íamos ganhar o Play-out, apesar de haver uma equipa que o assumiu e não o conseguiu.

BF – Se analisar-mos os outros planteis, verificamos que existem vários jogadores fundamentais que passaram pelo Boavisteiros, como por exemplo (Israel, Edivaldo, Marinho, Vitor Hugo, Joel…etc) onde estaria e poderia chegar o Boavista se os tivesse mantido e porque razão terão saído?
- Ao conseguir manter esses jogadores já teríamos sido campeões nacionais. A razão de não os conseguir manter, deve-se ao escasso orçamento que o Boavista dispõe para o futsal. Mas quero referir que todos saíram por razões financeiras.

Falemos da modalidade.

BF – Como analisas o futsal nacional?
- O nosso futsal está resumido a quatro equipas a lutar pelo título e os outros a fugir à despromoção o mais rápido possível.

BF – A nível de quadros competitivos, qual a tua opinião?
- Discordo com o actual figurino. Acho que o campeonato deveria ser disputado numa fase, sem Play-off ou Play-out. Mas aceitando esta formula não concordo com o Play-out que considero uma injustiça enorme.

BF – Propostas?
- Não deveria existir Play-out, defendo a descida dos dois últimos classificados directamente, o nono e décimo fincariam apurados para a primeira divisão e os outros jogariam uma liguilla com os terceiros da segunda divisão para apuramento de dois.

BF – Essa é uma proposta radical, tens outra?
-Se quiserem manter o actual sistema devem defender a verdade desportiva pois o facto de reduzirem para cinquenta por cento dos pontos diminui a vantagem conseguida com muito trabalho durante meses. Por exemplo, uma equipa chega ao final da primeira fase com seis pontos de avanço e vê essa vantagem reduzida para três. Num jogo perde com esse adversário e é ultrapassado… que verdade existe nisso?

BF – E…
- Outra forma aberrante é ficarmos sujeitos a um sorteio puro e não condicionado. Defendo que o nono e décimo deveriam ter os números no sorteio, que lhe desse direito a jogar três jogos em casa. Outra coisa que discordo é definirem os jogos como disputados em campo neutro… a isso nem faço comentários! Ou se fazia a duas voltas, ou se arranjam pavilhões a meio da distância dos dois clubes!

BF – Sentiste-te prejudicado por este sistema?
- Claro! Acabamos a primeira fase em nono. O "prémio" que tivemos foi ter dois jogos em casa e defrontar os adversários directos em casa deles! O Fundão por exemplo jogou três jogos em casa com todos os adversários directos. Onde está a vantagem de trabalhar meses a fio?

Para finalizar…falemos com o coração aberto.

BF – Sendo um homem de coração enorme, como entendes que és algumas vezes, alvo de ataques pessoais?
- Nós sabemos que durante época houve várias tentativas de nos destabilizar de fora para dentro, por equipas com orçamentos muito superiores ao nosso, que nunca pensaram que o Boavista fosse um adversário tão competitivo. A resposta foi dada pelo grupo de jogadores com empenhamento e trabalho e assim conseguimos os nossos objectivos.

BF - Tens alguma mensagem pessoal?
- Sim, tenho! Quero agradecer às pessoas que confiaram no meu valor, ao Morais e ao Paulo Fonseca, ao senhorJosé Batista, aos jogadores por tudo o que conseguiram dar, ao departamento de formação pelo trabalho desenvolvido durante anos.
E agora, em especial á minha equipa técnica, ao Fernando Teixeira, Tiago Moreira, Mário Vieira, Manuel Paiva, que sempre me apoiaram nas horas boas e nas mais difíceis! Sinceramente a todos muito obrigado!
Agradeço também ao massagista Carlos Alberto, o nosso "Ministro" e a todo o departamento médico do Boavista! Foram excelentes durante toda a temporada!
Para terminar, ao Senhor Pina. Apesar de ter chegado mais tarde conseguiu estar sempre ao meu lado e dos jogadores, servindo de intermediário nos casos mais difíceis, sempre me apoiou no necessário e espero que continue no clube por muito tempo, pois já conquistou o seu lugar entre nós.

ECOS DA IMPRENSA ESPANHOLA



Extractros dos jornais de segunda-feira
"la voz da galicia"
La Mundial revalidó el título en el torneo de Xove cuatro años después

El equipo focense se impuso por 2-1 en la final al Boavista, de la primera división portuguesa

"la Mundial, de Foz, volvió a inscribir su nombre en el palmarés del prestigioso maratón de fútbol sala de Xove. Se proclamó campeón de la nueva edición al derrotar por 2-1 al Boavista portugués, revalidando así el título conquistado en el 2003, la última vez que por el pabellón xovense habían desfilado tantos jugadores de élite."

"En el equipo campeón, dirigido por Leandro, ex jugador del MRA Navarra, destacaron hombres como Juanma (Burela), Javi Couceiro y Edu (Ourense), Juve (Celta de Vigo), Adri (Azkar Lugo), Aramburu (Cadonsa Pinto), Fofi (GSI Bilbo)..., mientras que los portugueses del Boavista llegaron hasta la final gracias a la calidad de Hugo Martins y la exagerada entrega de todos sus jugadores. En la semifinales, los lusos se impusieron por 2-1 al Oquendo, de Avilés, y la Mundial derrotó por 6-4 a la Mundial B, en la que jugaban hombres de la talla de Cupim, Cecilio, Javi Alvéndiz, Marcio..."

"En el ránking de favoritos se sitúa el Flavi Betao, de A Coruña, con Canoli (Leis), Óscar Vivian (León), Néstor (Gáldar), Jacobo (nuevo jugador del Burela), Pellón (A Estrada)..."
"El tercer clasificado fue el Mundial B, formado por un grupo de jugadores
brasileños como Copin, Marcio, Valdo y Cecilio, que sucumbieron por 7-0 con el
Mundial A, en un duelo fatricida que no gustó nada a los jugadores de ambos conjuntos..."


terça-feira, 19 de junho de 2007

BALANÇO

Vamos fazer um balanço com vários pontos, porque pretendemos apresentar os acontecimentos como os vimos.
Dividiremos assim este balanço por pontos independentes:

A EQUIPA DO BOAVISTA
Quando viajou para Espanha, pretendia aproveitar o torneio para uma certa descompressão de uma época cansativa, mas sempre com o intuito de defender o emblema que orgulhosamente apresenta ao peito.

Com o decorrer da prova, foi se envolvendo e como não sabe brincar em serviço, deixavam as brincadeiras (que foram muitas) fora do pavilhão e dentro dele mostraram os seus dotes.
Foi sempre como em toda a época uma equipa em crescimento!
A nossa análise pessoal sobre a equipa no torneio é:

Alex – em constante sofrimento por uma lesão que há muito o apoquenta… esteve igual a si próprio… o que é dizer, muito bem!
Buffon – No dia em que jogou o adversário foi esmagado. Não teve culpa de não ter trabalho neste torneio, mas todos sabiam poder contar com ele. Ficou no banco a empurrar…
Salgado – Foi mais feliz que o Buffon, pois o árbitro marcou um penalti, que lhe permitiu mostrar os seus dotes defendendo e a recarga.

Libório – Extraordinário em todo o torneio. Defensivamente esteve sempre brilhante. Só num jogo “namorou” demasiado (e demasiado tempo) com o árbitro.
João – regressou ao bom tempo do início de época e está (quase) tudo dito. Sofreu uma lesão que o tirou de dois jogos… mas ainda regressou!!!
Kukes – Ele aí está forte, rápido e decisivo. Defendeu, ajudou e marcou. Voltou à sua forma.
Ramada – O homem do torneio, aproveitou a ausência do João e as marcações duras ao Lipa e rebentou com tudo!
Lipa – Um monstro! Um peso leve? No meio de pesados, velocidade, demarcações, luta, sem medo, um exemplo! Lutou como fosse continuar no Boavista… que pena deve sentir de abandonar este grupo…
Plínio – Esteve muito bem! Tão bem que até andou a adornar para a plateia o conhecer… se quiser??? Vai longe!
Bruno – Gota de romper e de driblar, foi por isso o que mais foi fatigado pelos espanhóis. Ele gosta disso apesar de ser novo.
Miguel – O mais envergonhado dos miúdos, jogou com pezinhos de lã, marcou (todos os miúdos marcaram) e mostrou muito valor.
Fábio – Já não é dos miúdos. É uma certeza – ninguém acreditava que era júnior! O melhor marcador da equipa. Já não entra incendiar, entra para apagar incêndios…um exemplo para os seus “amigos” juniores.
O STAFF
Carlos Alberto - Não teve descanso! Alex deu-lhe trabalho em todos os jogos, recuperou o João para o jogo final e ainda tratou das unhas do Ramada!
Fernando Teixeira - Empossado como treinador neste torneio por ausência do Alberto Melo, mostrou os seus conhecimentos tácticos e o seu olho para ler os jogos. Amigo de lançar miúdos mesmo quando as coisas ardem..
Mário Vieira - Mostrou a cumplicidade que possui com os jogadores no seu baptismo (directo) em competição e tirou partido disso no balneário e quando as pilhas já faltavam.

2. A ORGANIZAÇÃO

A organização foi de aplicação extrema, estando sempre presente para apoiar todas as equipas, mesmo assim dividiremos o nosso parecer em duas partes:

POSITIVA
1. O cumprimento rigoroso dos horários, que conseguiram manter e em 38 horas de competição
nenhum jogo, registou atrasos no seu inicio.
2. Apoio total às equipas, com fornecimento de água, yogurtes e fornecimento em todos jogos de limões e laranjas para os atletas.
3. Limpeza geral dos balneários antes de cada jogo.
4. Fornecimento de todas as informações necessárias e solicitadas.

NEGATIVA
1. A tentativa de alterar o calendário das meias finais para assegurar a presenças das duas selecções da “Mundial” por forma a não se defrontarem antes da final. Valeu a posição das equipas do Boavista e dos Asturianos para o calendário ser cumprido.
2. A confusão gerada, por este facto que “mexeu” com a estrutura da nossa equipa.
3. A confusão que se gerava sempre no último minutos de cada partida (equilibrada) com os jogadores a utilizarem os regulamentos para aplicar anti-jogo e queimar tempo.

3. ALTERAÇÕES A TER EM CONTA
1. Em nossa opinião o regulamento deveria prever que no decorrer do último minuto, o jogo fosse disputado ao cronometro, ou como alternativa, se realizassem paragens do cronometro aquando da marcação de faltas ou mostragem de cartões.
2. Deveria existir um local para aceder à Internet de responsabilidade da organização, só tivemos internet no centro juvenil até às 18 horas de sábado.
4. AS EQUIPAS
Em 24 participantes pelo menos 10 equipas eram de média categoria e no mínimo 8 de categoria alta, sendo que nestas existiam 4 de muito alto nível. O que nos permite dizer que a prova era de muito bom nível.
Existia uma selecção formada somente por brasileiros, participantes em equipas espanholas (derrotada pela selecção vencedora,nas meias finais) e a selecção vencedora, que era formada por um misto de estrangeiros e espanhóis que igualmente jogamos campeonatos de Espanha.
5. O PÚBLICO
Simplesmente ...O MELHOR DO MUNDO!
Sempre presente e em movimento consoante os jogos que lhe interessavam substituindo-se, mas mantendo o mesmo nível.
Apoiam mais a sua equipa, mas aplaudiam igualmente as jogadas dos adversários, não foi raro verificar aplausos contínuos a jogadas disputadas junto a balizas diferentes.
Estavam para ver futsal...
Em 38 horas nem um assobio, nem uma ofensa, nem um insulto a um árbitro! Quando não gostavam nada faziam, quando gostava aplaudiam.
No final a equipa do Boavista no centro do terreno foi aplaudida por todos sem excepção!
Foi o último aplauso da competição!
6 OS ÁRBITROS
No global muito bem!
Somente uma expulsão em todo o torneio! Com uma forma de apitar diferente do que estamos habituados, deixando jogar com muito contacto e dando sempre a lei da vantagem, marcando posteriormente a falta, com indicação para a mesa. Por exemplo o carrinho não é considerado falta, se não colocar em risco o adversário.
7. A NOSSA CLAQUE
No primeiro jogo esteve presente um português, vestido com as cores de Portugal.
No segundo apareceu acompanhado de sua mãe, atraído pelo nome de Ramada, que julgavam ser seu familiar.
No último dia eram já sete os nossos compatriotas que sempre na mesma bancada apoiavam o Boavista.
Sempre que os jogos terminavam esperavam na estrada para saudar a comitiva da pantera e só depois iam para casa. Este ritual era repetido quando a equipa saía do hotel para os jogos, pois habitavam sensivelmente a meio do percurso.
Fizeram o mesmo quando regressamos a casa!
Para o ano irão organizar uma claque!
nota: O primeiro membro deapoio, vê-se na foto a plaudir enunca perdeu um minuto do nossos jogos! No final recebeu a camisola do Ramada.



FINAL


MUNDIAL FS XOVE 2 BOAVISTA 1
intervalo 1-0

UM ESTRANHO SABOR...

EQUIPAS

MUNDIAL FS
PEREZ, MARRUBE, MARTINEZ, PAZ e ARAMBURU
jogaram ainda:
SOUTO, NOVELETA, CASTELO, COUCEIRO e DEZ

BOAVISTA
ALEX, LIPA(ama), LIBÓRIO, JOÃO e RAMADA
jogaram ainda:
KUKES,PLÍNIO e FÁBIO

Com as baterias em baixo a pantera iniciou o jogo a perder... pois no primeiro minuto o adversário marcou num remate de fora da área e com Alex encoberto!

Esse facto abalou um pouco o Boavista e parecia que tudo indicava que esta selecção (vencedora das três últimas edições) ganharia (fácil) o quarto troféu!

No entanto, aconteceram duas coisas que marcaram o desenrolar dos acontecimentos. A primeira, é que os axadrezados nunca se desuniram e sempre pautaram o seu jogo, a segunda foi que o Mundial mostrou temores sobre o valor dos portugueses e resolveram ter posse de bola fazendo correr o tempo.

Equipa habituada a golear tudo e todos, era uma equipa que com o seu valor técnico congelava o jogo e marcava impiedosamente Lipa, na posição de pivot, cortando possibilidades ofensivas ao Boavista. Mesmo assim o seu guarda redes (extraordinário) fez a defesa que consideramos não a melhora da tarde mas... a melhor do torneio e evitou o empate antes do intervalo.

As coisas não mudaram na segunda parte, a não ser a maior frescura física dos espanhóis??? que viam a conseguir um segundo golo.

O Boavista continuava a procurar o seu golo e como este não aparecesse, Fernando Teixeira foi à procura da sorte e em posição defensiva continuava Alex na baliza, mas com posse de bola, era Libório que ocupava esse posto! A marcação sobre Lipa abrandou e... Lipa aproveitou reduzindo a três minutos do fim.

Temendo o pior, a "selecção Mundial" passou a utilizar o anti-jogo para fazer correr o tempo. A um minuto do fim em contra ataque Lipa isola-se e foi traçado ( cartão vermelho indiscutível, que ficou por mostrar) mas pior que isso... a Mundial rodeou o árbitro os suplentes entraram em campo para protestar contra o que não tinha protesto e queimaram tempo, acabando o jogo com o jogo parado!

Foi a demonstração do quanto temiam o Boavista!

Provocando um certo sabor a injustiça



RAMADA CONSIDERADO O MELHOR JOGADOR DO TORNEIO

Ramada venceu o troféu para o melhor jogador do torneio...
E um representante do M-Xota tentou a sua contratação...
Mas António Morais informou-o que o Ramada não tinha trazido vestuário para ficar!

MEIA FINAL


OQUENDO FS ASTÚRIAS 1 BOAVISTA 2
intervalo 1-1

VALOR, BRIO E (MAIS) RAMADA!

EQUIPAS

OQUENDO FS
MARTINS, ALCACANTAR, GUEZ, MARTINEZ e ALVES
jogaram ainda:
SUAREZ, CAETANO, CANIZARES e ALABARRAN

BOAVISTA
ALEX, LIPA, LIBÓRIO (ama), RAMADA e JOÃO
jogaram ainda:
KUKES, FÁBIO e PLÍNIO

As forças começam a trair as panteras e as meias finais traziam como adversário uma equipa do campeonato nacional espanhol da primeira divisão, o jogo iniciou-se com expectativa por parte defensiva, mas cedo se apercebeu que os nuestros hermanos estavam cheios de medo! A pantera sentiu isso e passou ao ataque.

Em dois minutos, dois golos, um para cada lado demonstrando que o jogo iria ser equilibrado até ao final.

À medida que o final se aproximava, mais Fernando Teixeira libertava os seus pupilos e com Kukes em forma em correrias ofensivas degastando os espanhóis.
E...

Ramada resolveu!

QUARTOS DE FINAL


TROPICANA DE LUGO 1 BOAVISTA 2
intervalo 0-0

LUTAR CONTRA OS PENALTIS!


EQUIPAS

TROPICANA
LEDO, VICENTE, VICTOR, PARDO e CONDE
jogaram ainda:
SANCHEZ, DIEGO, ENCID e OSCAR

BOAVISTA
ALEX, LIPA, LIBÓRIO, RAMADA e JOÃO
jogaram ainda:
FÁBIO, KUKES e BRUNO

As panteras tinham ganho estatuto e já nenhum adversário as defrontava de peito aberto, foi notório desde início, a postura para do tropicana apostado em jogar duro e servindo de anti-jogo tentando levar o jogo para os penaltis.

Com tenacidade, mas sempre com cuidados para permitir os contra ataques o Boavista foi controlando o jogo. Abriu o activo já na segunda parte, mas de imediato tudo voltou ao mesmo.

Tudo parecia indicar que a táctica espanhola iria ter os seus frutos... Mas Ramada (pegado com um brasileiro, que tinha tanto de bom jogador, como de mau desportista) resolveu arriscar tudo!

Morais, no banco, segredou. "Já não há empate! O Ramada ou dá um nó no tipo, Ou perde a bola e o tipo marca!"

E...

Ramada deu um nó, no brasileiro e sem ângulo faz em excelente golo... Fazendo o banco boavisteiro explodir de alegria.


OITAVOS DE FINAL


PREMAMA BURELA 0 BOAVISTA 5
intervalo 0-1

RAMADA "O SHOW-MEN"

EQUIPAS
PREMAMA BURELA
IVAN, CARRASCO, PEREZ, VICENTE e MAIREC
jogaram ainda:
PALMAS, CELEIRO, BUJIA e PAZ

BOAVISTA
ALEX, LIPA, LIBÓRIO, RAMADA e FÁBIO
jogaram ainda:
KUKES, PLÍNIO e MIGUEL

Um jogo terrível que terminou com um resultado enganador, pois talvez tenha sido a equipa mais difícil que o Boavista defrontou, em toda a maratona!

Com João impossibilitado de dar o seu contributo por não ter recuperado da lesão do jogo anterior, a equipa foi escalada de modo a impor um grande rigor táctico em todo o jogo, só assim se poderia vencer esta excelente equipa.

O jogo esteve sempre equilibrado na primeira parte, mas a arte de Lipa fizeram a primeiro o golo.

Na segunda parte, as coisas continuaram assim, até... Ramada partir tudo! Fazendo três golos, para embelezar um exibição monumental. O adversário passou a jogar com guarda-redes volante, que proporcionou o espaço ás panteras indomáveis, que colocaram números no marcador que enganam sobre o valor dos espanhóis!

O Boavista, saiu do terreno debaixo de uma grande ovação de todos os presentes.
Marcador: Lipa (17), Ramada (29,35,37) e Fábio (39)

JOGO 2


PARDO XOVE 0 BOAVISTA 10
ao intervalo 0 - 5

FESTIVAL DA JUVENTUDE

Precisando de um empate para garantir os oitavos de final, a pantera lançou-se faminta e cedo se banqueou!

Fernando Teixeira, lançou mão dos seus meninos e estes encantaram os espectadores. Curiosamente todos marcaram e o jogo terminou com a marcação de uma grande penalidade contra o Boavista e Salgado (também júnior) defendeu o remate e recarga!

Tarde brilhante dos jovens, que deixaram em todo o publico a certeza que os homens não se medem aos palmos!
De negativo ficou a registar a lesão de João, provocada pelo mau perder de um jogador espanhol.
EQUIPAS

PARDO XOVE
PEREZ, CALOG, RIVERA, SANCHEZ e MODAU
jogaram ainda:
ANGELO, PUILO, REGO, EIJO e MIGUELITO

BOAVISTA
BUFFON, LIPA, RAMADA, LIBÓRIO e JOÃO
jogaram ainda:
SALGADO, KUKES, FÁBIO, PLINIO, MIGUEL e BRUNO
Marcador:
Ramada (2), Lipa (4), Libório (13), Miguel (18), Fábio (19,30,31,36), Plínio (24) e Bruno (25)

JOGO 1

CASTELO LUGO 3 - BOAVISTA FC 4
ao intervalo 1-2
TANGENCIAL MAS JUSTO

O jogo inicial com uma das equipas tidas como favoritas a um lugar no pódio, foi duro, díficil e demonstrou desde logo o nível que a prova iria ter.

Os galegos abriram o activo mas os axadrezados deram a volta ainda na primeira, mas o marcador volta a dar a cambalhota e aos 27 minutos o Boavista perdia por 3 a 2 . Fábio igual e Kukes já no último minuto com um míssil impôs a justiça.
EQUIPAS:

CASTELO (Lugo)
ALVARO, ISMAEL, ELOY, GONZALEZ E FRAGA
jogaram ainda:
PERUCS, CABALERO, MENDEZ (ama) E GIZ (ama)
BOAVISTA
ALEX, LIPA, LIBÓRIO JOÃO E RAMADA
jogaram ainda:
FÁBIO E KUKES
Marcador: 0-1 Mendez (4), 1-1 Lipa (13), Fábio (16), Gonzalez (26), Fraga (27), Fábio (28) Kukes (39)

sábado, 16 de junho de 2007

O espírito da pantera

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Reforço #3 - Ricardo Ferreira

É com enorme prazer que lançamos mais uma notícia da chegada de mais um reforço para o Boavista FC!

Desta vez é Ricardo Ferreira, que vem directamente da equipa do Modicus, e é mais um dos regressos á casa que o lançou para o futsal nacional e onde se notabilizou!
Queremos ainda enaltecer a excelente postura do Presidente do Modicus em todo este processo!
Ao Ricardo desejamos as maiores felicidades, e que este ano seja um grande ano a nível pessoal, e que contribua muito para o sucesso do Boavista FC!

quinta-feira, 14 de junho de 2007

MARATONA XIX DE XOVE


O Boavista estará presente na XIX na maratona de Xove, em Espanha.

A comitiva, chefiada por António Morais, partirá esta sexta-feira pelas 13 horas e realizará pelas 22 horas (espanholas) no mesmo dia a abertura da competição.

Em caso de derrota??? voltará a jogar pelas 06,40 de sábado, em caso de vitória fará o segundo jogo pelas 15,20 do mesmo dia.

Manteremos os boavisteiros informados, através do NOSSO site!

Reforço #2 - Norberto Ferreira, "Guri"


E aqui está o nosso 2º reforço para a próoxima temporada: Guri!
Dá-se assim o regresso de um dos nossos "meninos", voltando á casa que o formou para o futsal, após uma época passada na capital, mas onde não consegui impor o seu futsal para ganhar o seu espaço e não foi feliz nesta aventura fora do "xadrez".
Volta assim a uma casa que bem conheçe, para voltar a demonstrar todo o seu valor e todo o seu potencial, e de certeza que nos vai alegrar e deliciar com os seus golos e os seus momentos de inspiração!
Por isso, ao Guri dá-mos as Boas Vindas e desejamos que tenha muita sorte na próxima época!

quarta-feira, 13 de junho de 2007

Reforço #1 - Filipe Gonçalves, "Meia"

Apresentamos aqui no Blog em primeira mão o nosso 1º reforço para a próxima temporada!
Chama-se Filipe Gonçalves, mas no meio do futsal é mais conhecido por "Meia".

Chega ao Boavista FC depois de na última temporada ter representado o recém-despromovido Junqueira FC, e temos a certeza que será uma mais valia para o plantel orientado por Rui Pereira!
Ao "Meia" desejamos toda a felicidade e que tenha uma época repleta de sucessos!

terça-feira, 12 de junho de 2007

O TERCEIRO ELEMENTO


HÉLDER DO CARMO
Preparador Físico

Será o terceiro elemento da equipa técnica, no cargo de responsavel pela parte fisica do plantel.

O professor Hélder do Carmo, é um conhecedor da modalidade e com basta experiência nos clubes que serviu.

Esteve ao serviço do Miramar - nos seus tempos áureos- onde participou na Taça dos Campeões Europeus (primeira participação portuguesa) tendo atingido os quartos de final, vencido a Super-taça e sido Vice-campeão nacional.

Posteriormente, fez parte da equipa técnica da Fundação Jorge Antunes, onde colaborou na conquista do 3º lugar no campeonato nacional.


Com esta contratação, fica a faltar mais um elemento para conclusão da equipa técnica do Boavista. Esse elemento será anunciado brevemente!
Amanhã (logo de manhã) apresentaremos o 1º reforço da equipa!

ALBERTO MELO CONTINUA


Dividindo-se entre os seus meninos, como coordenador de formação, Alberto Melo servirá a equipa sénior como adjunto de Rui Pereira

CONTRATAÇÕES

RUI PEREIRA


Após a conclusão do processo de renovações, tendo-se renovado com grande maioria dos elementos do plantel, iniciamos o processo de contratações, que passaremos a apresentar a partir de hoje!

Iniciamos pelo chefe da equipa técnica - há muito anunciado - Rui Pereira que assim volta a ser o principal timoneiro dos axadrezados!

segunda-feira, 11 de junho de 2007

ROGÉRIO GEITOEIRA RENOVOU


Com a continuação de Rogério, acabaram as renovações...

BOAVISTA VENCE PLAY-OUT


Com os resultados obtidos ontem;

MODICUS 2 - BRAGA 2
JUNQUEIRA 2 – FUNDÃO 2
ODIVELAS 0 – BOAVISTA 7

As panteras, conquistam o primeiro lugar, cuja classificação ficou assim definida:
BOAVISTA 25
FUNDÃO 24
_______________
3º BRAGA 16
4º MODICUS 15
5º ODIVELAS 12
6º JUNQUEIRA 11

CUMPRINDO A OBRIGAÇÃO



ODIVELAS 0 - BOAVISTA 7
Ao intervalo 0-6
Pavilhão de Stº Adrião (Loures)
Play-out 5ª Jornada
Árbitros: Leandro Siopa e Alberto Pereira da A. F. Leiria

CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS:

ODIVELAS
PIRES, SOUSA, BENTO, MINI e DIGAS
Jogaram ainda:
RUI, ALVES, LUÍS e DAVID

BOAVISTA
BUFFON, LIPA (8,33), LIBÓRIO, RAMADA (2,3) e JOÃO TEIXEIRA (4,8)
Jogaram ainda:
JOÃO SALGADO, ROGÉRIO (20), PLÍNIO, KUKES, FÁBIO, MIGUEL e BRUNO

Disciplina:
Cartão amarelo para Plínio (28)

COMENTÁRIO:

Jogo marcado por uma lamentável situação interna do Odivelas – que se viu forçado a apresentar uma equipa de juniores, (como já tinha feito na jornada anterior) – mas á qual os axadrezados, ao terem disso conhecimento, se mantiveram alheios, apostando em manter a dignidade do jogo e tentar ainda recuperar (o que viria a acontecer) o primeiro lugar do Play-out.

Os jogadores do Boavisteiros, mostrando um respeito pelos dois emblemas, dignificaram a sua presença, facto ao qual não ficaram alheios os espectadores presentes. Respeitando os jovens adversários (sem adornar jogadas, sem tentar bolas por entre as pernas etc…) respeitaram-se e fizeram-se respeitar.
Mal se iniciou o encontro os boavisteiros, partiram á procura do seu destino e cedo mataram o jogo, pois aos oito minutos venciam já, por cinco bolas, beneficiando, para além da seriedade imposto na partida, da “ausência” do guarda -redes contrário, que demasiado nervoso consentiu golos algo inesperados.

Alberto Melo, fazia rodar os seus elementos e com a entrada dos nossos (mais) jovens, a equipa sulista descansou um pouco e o seu guarda-redes “começou” a defender. Entre golos desperdiçados e defesas realizados, o marcador só sofreria alteração a escassos segundos do intervalo.

A FESTA DA JUVENTUDE
Com o resultado garantido, entramos numa fase curiosa do jogo, pois com as substituições operadas no Boavista, ambas equipas passaram a jogar com juniores. Intrometendo no campeonato do primeiro escalão, um jogo de juniores!

A partida ficou mais equilibrada, mas com claro domínio da pantera – que no entanto, não conseguiria a dar vantagem material (golos) a essa mais-valia – o Odivelas estendeu-se mais no terreno e ainda colocou à prova os reflexos do guardião boavisteiro - João Salgado -estreante em jogos do campeonato nacional.

A parte final do jogo teve de novo uma equipa axadrezada “mista” e o domínio total e absoluto da situação com a marcação de novo golo, após terem desbarato uma mão cheia de outros.

A arbitragem, teve um jogo facílimo de dirigir com apenas quatro faltas e por isso aproveitou par fazer uma exibição em paz!

O MOMENTO DO JOGO


MINUTO 3
Num jogo ganho tão convincentemente e tão cedo decidido, escolher qual o momento que o marcou mais, é uma tarefa difícil!

Optamos pelo momento em que Ramada fez o seu segundo golo, pois definitivamente marcou (e matou) o jogo.

A FIGURA DO JOGO


JOÃO SALGADO
Estreou-se ontem na primeira divisão e embora não tendo muito trabalho, teve-o em qualidade e sempre resolveu com distinção!

Curiosamente, o jogo terminou com um lance com um jogador isolado para a sua baliza.

O público viveu o lance com inusitado interesse pois podia permitir o tão desejado golo de honra. Só que João Salgado, efectuou uma magistral defesa deixando os adversários divididos entre os lamentos da desilusão e admiração da defesa.

Trabalhou muito durante a época, evoluiu muito, disso ninguém tem dúvidas! Esperemos que o futuro prove o seu valor, já que nos parece que o “dificil” já deu lugar ao “Bom” Salgado

domingo, 10 de junho de 2007

Alex garantido!

A renovação que todos queriam está agora oficializada!

Alex, O MELHOR GUARDA REDES DO CAMPEONATO PORTUGUÊS, prolongou o seu vínculo com o Boavista FC por mais uma temporada, fazendo assim parte do plantel que transita para a época 2007/2008!
É sem dúvida uma mais valia para o plantel que irá estar ás ordens de Rui Pereira e Alberto Melo, devido não só ás suas excelentes qualidades que fazem dele um ídolo para os mais novos, como também pela sua presença no balneário, ajudando na integração dos mais novos e mantendo a equipa coesa e unida!

sábado, 9 de junho de 2007

Odivelas FC vs. BOAVISTA FC

Odivelas: 0 x BOAVISTA: 7 (Ramada (2), João (2), Lipa (2) e Rogério (1) )

sexta-feira, 8 de junho de 2007

ÁRBITROS PARA ODIVELAS


A FPF nomeou para o último jogo da época a disputar em Odivelas, domingo pelas 18 horas a dupla de Leiria:

Alberto Pereira e Leandro Siopa

Esta dupla vai dirigir o segundo jogo do Boavista na presente temporada.

CRISTIANO PROMOVIDO À EQUIPA SENIOR

O guarda-redes da equipa júnior, agora promovido ao escalão sénior, firmou contrato com o clube para a próxima época!

Quem também renovou contrato foi..

KUKES,

que rubricou contrato para a temporada 2007/2008 e irá alinhar no conjunto orientado por Rui Pereira e Alberto Melo.

A DIRECÇÃO DO BOAVISTA COM O FUTSAL DO CLUBE


A demonstração que o futuro do Boavista e da sua secção de futsal, está a mudar e o futuro se antevê como mais risonho é o facto de registarmos a presença de dois dos mais altos importantes nomes do clube no jogo realizado no Fontes!

Eng. António Marques (presença assídua aos nossos jogos) e o Presidente-Adjunto, Senhor Tavares Rijo, marcaram presença neste jogo e no intervalo impuseram as faixas aos nossos campeões de iniciados!

A Secção agradece a honra que nos deram e renova a confiança que tem, na nova vida do Futsal e do Boavista em geral.

Nós acreditamos!