< Blog dos Séniores do Futsal do Boavista FC: Outubro 2009

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

ENTREVIISTA COM "JOTA"... O FILHO DO AZEVEDO


João Pedro é um elemento das escolas de formação do Boavista FC que está a fazer a sua primeira época como sénior.
Mais conhecido por Jotinha, tem como colega de equipa o seu pai... Manuel Azevedo fazendo um caso inédito de pai e filho na mesma equipa. Já ouvimos o pai hoje vamos ouvir o filho.
Mostrou-se muito resevado nas respostas, mas registamos o nível dos seus estudos, provando que se pode ser atleta e estudante.

O ano passado foi um início nos seniores, mas esta época já és sénior de corpo inteiro. Como te sentes no seio do grupo?
Sinto-me bem, fui bem recebido, tal como tinha sido na época passada.

Quais os objectivos pessoais para a época?
Ajudar a equipa a alcançar os objectivos delineados no início e jogar o mais tempo possível.E para a equipa.

Onde achas que pode chegar?
A equipa poderá chegar onde o grupo quiser, se formos unidos e ambiciosos penso que podemos surpreender muita gente.

A derrota de Nogueiró deixou marcas, ou é para esquecer?
É claro que deixou marcas, mas é passado. A equipa teve bem, não teve foi alguma sorte que era preciso. O que interessa agora é recuperar o ânimo e lutar jogo a jogo para obtermos os resultados que nos interessam.
Pai e filho na mesma equipa. Já sabemos o que sente o pai e o filho como se sente dentro do campo a jogar simultaneamente com o pai?
Sinto-me um felizardo por termos conseguido este feito raro, é muito bom jogar com o pai ao lado. É magnifico jogar com ele, e saber que ainda o posso fazer por mais algum tempo.

Ele dá-te conselhos dentro do campo?
Sempre, dentro e fora. Nas conversas que temos em casa, por exemplo.

E tu quando erras olhas para ele, para saber a sua reacção?
Não, dentro do campo não tenho de saber a reacção dele. Mas fora conversamos sobre os erros cometidos e ele apoia-me imenso.

Ou dentro do campo, não há pai, nem filho?
Somos pai e filho na mesma, embora dentro do campo ele seja o Azevedo e eu o Jota.

Onde pensas chegar na modalidade?
Eu espero conseguir ter sucesso na modalidade, gosto do que faço e sou ambicioso. Quem sabe não poderão ver o pequeno “Jotinha” ao mais alto nível, é esse o meu objectivo.

O que fazes para além do futsal?
Terminei o 12º ano e estou a começar uma vida nova no mundo do trabalho.

Ainda gostas do futsal como no início? Mais ou menos?
Claro que sim, no início o futsal era um hobbie, mas os anos passaram e comecei cada vez a gostar mais da modalidade e acho que agora o futsal é quase tudo para mim.

Qual a diferença que notas entre os jogos de formação e o dos seniores?
Nos jogos de formação não existe tanta pressão como nos seniores, mas também jogos sem pressão e sem risco tornam-se aborrecidos. Também nos seniores a intensidade é muito maior.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

ALBERTO GRAVALHO O NOVO GUARDA REDES DO BOAVISTA


Alberto Gravalho assinou hoje por ano com o Boavista. O atleta de 34 anos foi campeão Nacional pelo AR Freixieiro e jogou já entre outros clubes; na Fundação Jorge Antunes, Famalicense, SC Braga.

Este atleta já envergou há algumas épocas a camisola axadrezada,

Buffon e Berto passam a ser os guarda redes do Boavista.

Esta aquisição equilibra o plantel após a saída de João Salgado por motivos particulares.

domingo, 25 de outubro de 2009

CRÓNICA DO JOGO


A.S.C.R. Nogueiró 2 – BOAVISTA FC 1
Ao intervalo 0-0

Pavilhão desportivo de Nogueiró
Arbitros : Leandro Costa e Alfredo Andrade AF Aveiro
CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS:
NOGUEIRÓ:
Capela, Pinto, Rui Gomes, Pedro (Capitão) e Tuty
Jogaram ainda:
Samagaio, Jaime e Rui Dias
Treinador: Raul Castro
BOAVISTA FC
Buffon, Pedro Ferreira, Marquinhos, Ricardo e Azevedo (Capitão)
Jogaram ainda:
Jotinha, Chico, André e Helinho
Treinador: Alberto Melo

Disciplina:
Amarelos;
Boavista
André, Marco e Marquinhos
Nogueiró
Samagaio
Vermelho por acumulação
Samagaio (no Banco)
MARCHA DO MARCADOR
0-1 Chico (22), 1-1 Samagaio (26), 2-1 Rui Gomes (29)

Comentário de Alberto Melo:
Temos que saber ganhar e saber perder. Em relação ao jogo penso que a nossa derrota é muito injusta, se o empate era um mal resultado, então a derrota é péssima.
Penso que fizemos um bom jogo. Tivemos uma percentagem muito elevada de posse de bola e controlamos o jogo durante os quarenta minutos. Tivemos dois deslizes que acabamos por pagar caro, criamos várias oportunidades de golo, que não conseguimos concretizar.
Os jogadores tiveram grande capacidade de luta, empenho e dedicação.
Por último, agradeço aos Panteras presentes pelo apoio que deram à equipa.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

PRÓXIMA JORNADA

Os jogos da 3ª Jornada do campeonato são:
Piratas Creixomil - Gafanha
Nogueirense - Rio Ave
Nogueiró - Boavista FC
Académica Leça -SC Braga / AAUM
Viseu Futsal - Modicus
F.C. Foz - Juvenorte/Póvoa Futsal
Lamas - Farlab

terça-feira, 20 de outubro de 2009

MÁRIO RODRIGUES EM GRANDE ENTREVISTA

TEMOS UMA CONFIANÇA ILIMITADA NO PLANTEL

Mário Rodrigues, actualmente treinador dos guarda-redes do boavisteira, é mais um boavisteiro a trabalhar no plantel sénior.

Como atleta foi guarda redes do Boavista. Durante quantas épocas?
Joguei no Boavista duas épocas, divididas em duas fases distintas da minha carreira desportiva.
Depois de ter saído do Clube, em que outros clubes jogou?
Comecei a jogar no Grupo Desportivo e Coral de Fânzeres, que na época jogava na 1ª Divisão de Futsal, em seguida fui jogar para a Universidade Lusíada (1ª Divisão), depois joguei a primeira vez no Boavista Futebol Clube, regressei à Universidade Lusíada (entretanto tinha descido à 2ª Divisão) e subimos à 1ª Divisão.
Durante a época seguinte na 1ª Divisão deu-se a fusão com a Fundação Jorge Antunes, na época seguinte continuei ao serviço da Fundação, entretanto regressei ao Boavista Futebol Clube e na época seguinte fui para o Miramar. Por ter começado a trabalhar e não tinha hipóteses de continuar e fiz meia época no Amanhã da Criança (2ª Divisão).
Na época seguinte ingressei no Rio Ave Futebol Clube (2ª Divisão) e conseguimos subir à 1ª Divisão. Continuei na época seguinte ao serviço do Rio Ave na 1ª Divisão e depois ingressei no Gondomar Futsal Clube (2ª Divisão). Na época seguinte regressei ao Rio Ave (2ª Divisão) e continuei lá mais um ano, que se revelou o meu último ano como atleta de Futsal.
Porque se decidiu por passar a treinador de guarda-redes?
No meu último ano, como atleta, comecei a sentir algum cansaço psicológico em relação aos treinos e ao stress competitivo dos jogos e, como sempre pensei que se deve ir treinar e jogar com a dedicação e vontade máxima, comecei a ambientar-me à ideia de abandonar a carreira como jogador. O facto de começar a sentir algumas dores nos joelhos após os treinos e os jogos, também pesaram na decisão.
Por fim, e talvez o factor mais decisivo, tenha sido o facto de saber que irei ser pai pela primeira vez em Dezembro próximo. Como gostaria de continuar ligado à modalidade pensei logo em ser treinador de guarda-redes, dado que este tipo de treino específico não abunda e, de alguma maneira, poderei contribuir com alguma experiência ganha nestes anos como atleta, para tentar melhorar alguns aspectos dos guarda-redes que treino.
Aliada a esta vertente práctica, é sempre bom, e já vinha a fazer isso à algum tempo, pesquisar e estudar alguma componente teórica de treino especializado de guarda-redes de futsal.
Como se processou este regresso a casa?
Este meu regresso ao Boavista aconteceu porque, além de sempre ter tido uma relação muito boa com o corpo dirigente do clube, tenho uma relação de amizade muito forte com o Faria (com quem joguei no Boavista) e com o Berto (foi treinador-adjunto quando eu jogava no Boavista). Quando lhes falei nesta minha intenção de ser treinador de guarda-redes perguntaram-me logo se queria iniciar essa nova carreira desportiva com eles no clube. Obviamente disse que sim, não só pelas razões descritas anteriormente, mas também pelo facto de o Boavista ser um clube formador e isso permitir-me desenvolver as capacidades de atletas jovens, que é sempre uma tarefa gratificante.
Voltando um pouco atrás. Você tinha um estilo na baliza que agora é muito usado. Sente que estava avançado no seu tempo ou era simples instinto?
Tenho que dizer sinceramente que era instinto, dado que no meu tempo pouco trabalho específico de baliza havia e, por isso, cada guarda-redes usava técnicas diferentes e depois acho que cada um de nós acabava por copiar aquelas que melhor resultado davam.
Começou também a haver alguma influência da técnica utilizada pelos guarda-redes brasileiros visto que nessa altura começou a dar num canal a cabo algumas tranmissões de jogos da liga de futsal brasileira e, como é obvio, nós, os guarda-redes da altura, tentávamos "imitá-los" em alguns aspectos técnicos.
Falando do plantel. Com quantos guarda-redes trabalha no Boavista?
Nesta altura estou a trabalhar com três guarda-redes, sendo que dois deles ainda são juniores. São eles: "Buffon", Bráulio e Hugo.
Como os analisa individualmente?
Não gosto muito de fazer esse tipo de avaliação dos guarda-redes, apenas gostaria de dizer que o "Buffon" já é um guarda-redes experiente que trabalha muito e bem no treino específico que temos vindo a fazer e que os outros dois guarda-redes, o Bráulio e o Hugo, são dois jovens atletas com excelentes capacidades e com muita vontade de aprender para que um um dia mais tarde, espero eu, possam estar a um grande nível no futsal nacional.
A equipa técnica do Boavista é toda rigorosamente constituída por Boavisteiros. Sendo um caso raro, acha isso importante? E porquê?
É um aspecto importante mas, acho eu, não determinante. Isto porque, por exemplo em relação à actual equipa técnica do Boavista, tenho a certeza de que se estivessem a trabalhar em outro clube trabalhariam com a mesma vontade e determinação com que trabalham no Boavista.
Para mim continuo a achar que o que define um bom trabalho é a competência e "profissionalismo" durante o dia-a-dia. No entanto, em relação ao caso particular do Boavista, acredito que nas circunstâncias conhecidas de maiores dificuldades do clube tem sido muito importante ter homens da "casa" que sentem o clube de uma maneira muito especial e, por isso mesmo, conseguem transmitir aos jogadores que jogar pelo Boavista é "diferente".
Que objectivos para esta época, para a equipa?
Muito sinceramente, quem conhece minimamente a segunda divisão nacional sabe que é arriscado delinear qualquer tipo de objectivo. Isto porque é uma divisão cada vez mais competitiva, as equipas estão cada vez mais melhor preparadas e os plantéis são cada vez melhores e mais equilibrados. Por isso mesmo vamos trabalhando, vamos jogando e, mediante o desenrolar do campeonato, vamos aquilatar melhor até onde podemos ir.
O que posso garantir é que temos o plantel que queríamos, uma confiança ilimitada no mesmo, e isso é meio caminho andado para o sucesso.
E pessoalmente, que objectivos a nível de futsal?
Nesta altura os meus objectivos pessoais passam por continuar a aprender quer no plano teórico, técnico e, muito importante penso eu, no plano inter-pessoal no relacionamento com os atletas, visto que sempre me relacionei com eles no mesmo patamar dentro do clube e agora fazendo parte do corpo técnico tenho que estar confortável no papel de quem escolhe um jogador para jogar.
Tendo sido guarda-redes sei bem o que custa não jogar e, por isso mesmo, tenho que ir aprendendo a saber manter os níveis motivacionais de cada guarda-redes elevados, porque só assim o clube está salvaguardado.
Por fim, e como é lógico, gostaria de ter a oportunidade de trabalhar ao mais alto nível da modalidade, ou seja, na 1ª Divisão, visto que por lá passei muitos anos como jogador e gostaria de repetir a experiência agora como treinador.
Vamos lá ver, pode ser que esteja a um ano de distância, era bom sinal (para bom entendedor , meia palavra basta)!!!

domingo, 18 de outubro de 2009

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO DA 2ª JORNADA

RESULTADOS DA 2ª JORNADA

FARLAB 2 – NOGUEIRENSE 1
GAFANHA 0 – VISEU FUTSAL 6
PIRATAS CREIXOMIL 0 – FC FOZ 2
MODICUS 4 –LAMAS FUTSAL 0
RIO AVE FC 3 – AC. LEÇA 1
SC BRAGA 2 – NOGUEIRÓ 2
BOAVISTA FC 4 – JUVENORTE/PÓVOA 3


CLASSIFICAÇÃO

1º MODICUS 2 JG - 6 pontos
2º BOAVISTA 2 - 6
3º VISEU FUTSAL 2 - 6
4ºRIO AVE 2 - 4
5º FARLAB 2 -4
6º JUVENORTE 2 - 3
7º FC FOZ 2 -3
8º LAMAS FUTSAL 2 -3
9º NOGUEIRÓ 2 -1
10º AC. LEÇA 2 -1
11º SC BRAGA 2 – 1
12º GAFANHA 2 – 0
13º NOGUEIRENSE 2- 0
14º PIRATAS CREIXOMIL 2 -0

BOAVISTA FC 4 - PÓVOA FUTSAL 3



TRIUNFO AO CAIR DO PANO

Boavista F.C. 4 - C.D.C. Juvenorte 3
ao intervalo (3-1)

Pav. Grupo Desp. Viso
Árbitros:
Manuel Pinto e Abílio Bessa da AF Porto

Constituição das equipas:

BOAVISTA FC
Buffon, Pedro Ferreira, Marquinhos, Fábio e Preto
Jogaram ainda:
Chico, Ricardo, André Lopes e Azevedo (Cap)

Treinador: Alberto Melo


C.D.C. JUVENORTE/PÓVOA
Fábio, Bacalhau, Jeferson, Pedro Acácio e Sérgio
Jogaram ainda:
Ricardo, Jorge e Bruno

Treinador: Raul Castro

Disciplina:
Amarelos:Ricardo (BFC), Bacalhau, Acácio e Jeferson

Marcha do marcador:
1-0 Fábio aos 7 minutos
2-0 Marquinhos aos 9
2-1 Ricardo aos 11
3-1 Fábio aos 18
3-2 Acácio aos 24
3-3 Acácio aos 37
4-3 Fábio aos 40


Comentário de Alberto Melo:
"Jogo entre duas equipas que se souberam respeitar.O Póvoa (Juvenorte) apresentou-se com a sua linha defensiva muito alta e bastante agressiva, a fim de dificultar a nossa organização ofensiva. Conseguimos chegar ao 2-0 e 3-1 e deveríamos ter acabado com o jogo.
Por isso se sofreu tanto…
Acabamos por ganhar no final do encontro, mas todos os jogos têm quarenta minutos. Cumprimentos aos meus jogadores empenho, entrega e dedicação e seriedade que tiveram no jogo. Para a massa associativa os agradecimento pelo apoio que nos deram. Ao sexto jogador (panteras negras) por nos terem empurrado para a vitória.
Satisfeito?
No fundo o que contava era ganhar e o objectivo foi alcançado…

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

TAÇA DE PORTUGAL 2ª ELIMINATÓRIA


BOAVISTA FC - FC FOZ


O sorteio da segunda eliminatória da Taça de Portugal determinou como adversário o FC Foz.

O Jogo realiza-se no Pavilhão do Viso

terça-feira, 13 de outubro de 2009

ALBERTO MELO EM ENTREVISTA

PODEM CONTAR CONNOSCO PARA A LUTA
Começando o campeonato a vencer numa época que se espera bastante difícil, o Boavista demonstrou que está atento a qualquer oportunidade que possa surgir. Essa é a opinião do seu treinador, Alberto Melo.

Alberto Melo, no início de mais um campeonato quais são as metas a atingir?
Quando se está num clube como o Boavista F.C. só se pode pensar em ganhar. A mensagem que é passada todos os dias aos jogadores, é que independentemente do adversário TODOS os jogos são para ganhar. As metas a atingir passam por fazer um campeonato melhor do que o do ano passado e acima de tudo. promover a entrada de jovens da nossa formação na equipa sénior.

Como analisa o plantel. Jovem ou já com experiência para lutar a este nível?
Penso que temos um plantel equilibrado isto é, temos jogadores com grande experiencia e com um currículo que fala por eles, completando um grupo djogadores mais jovens, alguns com conhecimento da segunda divisão que com a sua irreverência nos poderão ser muito úteis.
A solidez demonstrada no jogo com o Foz, é natural e para continuar ou foi fruto da rivalidade do momento?
A equipa esteve bem, quer em termos defensivos como em termos ofensivos. Sabíamos bem o que íamos encontrar no jogo com o Foz e a partir dai montamos a nossa estratégia. Espero e desejo, que a equipa demonstre ao longo do campeonato toda a sua capacidade de sofrimento, luta, dedicação, empenho, concentração etc. etc. etc. Sabemos que todas as equipas querem ganhar ao B.F.C., portanto a NÓS compete-nos LUTAR para que isso, aconteça o menor vezes possível.

Na época passada a equipa acusou muito os jogos realizados fora de casa. Acha que este pormenor estará ultrapassado?
É verdade que no ano transacto tivemos algumas dificuldades nos jogos efectuados fora. Foi também o primeiro ano na 2ª divisão e o nosso nome ( B.F.C.) motiva SEMPRE as equipas adversarias. Conseguimos este ano fazer um plantel mais adequado ás exigências da 2ª divisão portanto espero que esse problema esteja ultrapassado.
No campeonato anterior existiam dois clubes altamente favoritos. Esta época há algum clube nessa situação?
Penso que os candidatos vão ser o Modicus, Viseu, Braga, Rio Ave e Póvoafutsal. Depois podem aparecer alguns clubes metidos nesta luta . Pela qualidade dos respectivos planteis a grande responsabilidade de subida será mesmo das equipas do Modicus, Viseu e Rio Ave.

Dada a situação do clube a subida pode trazer problemas. Mas como treinador pondera isso ou vai lutar parra subir?
Como já disse atrás TODOS OS JOGOS SÃO PARA GANHAR, a partir dai tudo pode acontecer. Se no ultimo terço do campeonato conseguirmos estar perto dos lugares de subida então PODEM CONTAR CONNOSCO PARA A LUTA .
Os " problemas" que uma subida de divisão trariam ao clube ou ao departamento a nós não nos diz respeito.
Também te posso dizer que NINGUEM NOS PEDIU A SUBIDA DE DIVISÃO MAS TAMBÉM NINGUÉM NOS CORTA AS PERNAS SE ESSE "PROBLEMA" SURGIR.
No jogo com o Foz o apoio foi extraordinário. O que tem a dizer sobre isso?
É sempre uma enorme alegria ver o pavilhão cheio. No jogo com o F.C.FOZ foram de facto excelentes no apoio e motivação que deram á equipa. São para nós o 6º jogador, estão SEMPRE convocados para os nossos jogos.
NÃO É POR ACASO QUE SOMOS OS PANTERAS NEGRAS.
Tudo vamos fazer para continuar a merecer a sua presença . Registamos que em cada ponto conseguido pela equipa, eles também o ajudaram a conquistar.

Sendo treinador principal chefia uma equipa que muita vezes passa anonimamente pelo campeonato. Essa equipa tem todo o teu aval?
Sim tem e já agora aproveito para me dirigir a todos eles deixando uma palavra de agradecimento especial aos meus directos colaboradores (FARIA,TIAGO,MARIO) ao departamento médico ( Drº BRUNO SOUSA e MASSAGISTA CARLOS ALBERTO ) e A TODOS OS DIRECTORES E TREINADORES DO DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PELO SEU EMPENHO E DEDICAÇÃO AO CLUBE. AOS DIRECTORES DE TODO O FUTSAL SÉNIOR PELO ESFORÇO ENORME QUE FAZEM PARA QUE NADA NOS FALTE NO NOSSO DIA A DIA. E finalmente ao G.D.VISO e Srº BERNARDINO pelo apoio que nos têm dado.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

O COMENTÁRIO DE ALBERTO MELO AO JOGO

Depois do jogo ouvimos o comentário do treinador axadrezado.

Como analisa o jogo?
Foi o primeiro jogo do campeonato e por isso apresentamos alguma ansiedade. Estivemos bem em todo o tempo no controle e posse de bola e por isso, não demos grandes oportunidades de transição á equipa do Foz. Conseguimos o mais importante que era ganhar.
Consideras o resultado justo?
Mais golo, menos golo considero que fomos uns justos vencedores. Queria dar os parabéns aos meus jogadores pela capacidade de sofrimento, carácter e dedicação que apresentaram. O FC Foz, quero desejar muito boa sorte para o campeonato e que consigam atingir os seus objectivos.
Como viu a arbitragem do encontro?
Acho que os árbitros estiveram bem, quer técnica, quer disciplinarmente e sem influência no resultado, logo foi uma actuação positiva.
Um pavilhão cheio… diz-lhe alguma coisa?
Claro que me deixou muito feliz e aproveito para agradecer o apoio da massa associativa e aos “Panteras” que com o seu apoio e sua presença que foi fundamental para a vitória. Esperamos contar em todos os jogos com esse apoio, pois juntos, seremos muito mais fortes e conseguiremos percorrer um trilho vitorioso.
Conto com eles no próximo Sábado no Viso.

TAÇA DE PORTUGAL

O sorteio da segunda eliminatória da Taça de Portugal realiza-se na próxima quinta-feira, às 16 horas na sede da Federação.
Os clubes da primeira divisão já participam, mas os jogos ainda serão divididos em duas zonas, norte e sul. O Boavista FC participará nesta segunda eliminatória.

domingo, 11 de outubro de 2009

VITÓRIA SOBRE O FC FOZ NA PRIMEIRA JORNADA

FC FOZ 1 - BOAVISTA FC 3
Ao intervalo 1-2

Jogo no Pavilhão Fontes Pereira de Melo (Porto)
Constituição das equipas.

FC FOZ
Preto, Estrela, Rodrigo, Filipe (Cap) e Crouch
Jogaram ainda: Gil, Chico, Stuve, Ferreira, baptista e Gonçalo (gr)

BOAVISTA FC
Buffon, Nuno; Marquinhos, Fábio e Pedro Ferreira
Jogaram ainda:
Jotinha, Ricardo, Prteo, André Lopes, Fabrício e Azevedo

DISCIPLINA
Amarelos.
Azevedo (39)

MARCADORES
1-0 Crouch (4), 1-1Fábio (7), 1-2 Marquinhos (14), 1-3 Fábio (37)




terça-feira, 6 de outubro de 2009

ENTREVISTA COM O NOVO ATELTA

Hélio Pacheco, mais conhecido por Hélinho é a última aquisição do Boavista para a presente época desportiva, fomos conhecer um pouco melhor este elemento do plantel sénior.
Qual a tua idade?
25 anos.
Onde fizeste a formação de futsal?
Basicamente não tenho formação. Jogava na Confeitaria do Ouro.
Qual era o teu clube?
O meu ultimo clube foi o Crecor..
Como se processou a vinda para o Boavista?
Foi simples, pois já o ano passado estava para acontecer em Janeiro mas o meu clube colocou algumas dificuldades e não se chegou a acordo . Este ano o senhor Morais falou comigo, eu falei com ele e está tudo bem.
Já estás inscrito?
Sim e já posso jogar quando o mister decidir.
Que posição jogas?
Ala esquerdo.
Quais os objectivos pessoais?
É fazer o maior números de jogos e ajudar a equipa a garantir a manutenção e se possível conseguirmos uma gracinha

HÉLINHO MAIS UMA CONTRATAÇÃO


Hélio Pacheco (Hélinho) ex-Crecor é a última aquisição do Boavista FC para a presente época.

Este elemento tem a sua inscrição concluída e pode ser já utilizado na primeira Jornada no Campeonato

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

MISTER DE PARABÉNS


Alberto Melo está hoje de parabéns ao completar 45 anos.

Aqui registamos esta data e apresentamos os sinceros votos de felicidades para os próximos 45.

PRIMEIRA JORNADA NO PRÓXIMO SÁBADO

O campeonato Nacional vai ter início no próximo sábado com a visita ao FC Foz.
O jogo realiza-se no Fontes Pereira de Melo com início pelas 17 horas.
Nos jogos a realizar na situação de visitado o Boavista continuará a utilizar o pavilhão do GD do Viso.

sábado, 3 de outubro de 2009

VITÓRIA NO FIM DA PRÉ-ÉPOCA

O Boavista venceu o ACR BAIRRO (Castelo de Paiva) na apresentação desta equipa aos seus associados e adeptos, terminando desta forma os jogos da pré-época.
O resultado final do jogo foi a vitória axadrezada por 6 bolas a 0.
De registar a forma calorosa com que a comitiva do Boavista foi recebida por todos os adeptos Paivenses, bem como o apoio dado durante toda a nossa estadia.
Resta-nos agradecer tais factos e desejar todas as felicidades para o futuro a este simpático Clube do Bairro.